posts

reconectando com a terra

por madu cabral :: fotos (de dar água na boca) de Marcella Karman

 

Há mais de 10.000 anos o homem começou a plantar seus alimentos e a vida nunca mais foi a mesma: começamos a nos assentar, formamos vilas e a adquirimos um conhecimento profundo de como funciona a natureza e seus ciclos.

Aí chegaram os hipermercados e acabaram com tudo! A maioria de nós vivemos em grandes cidades completamente desconectados dos ciclos da lua, sem pormos a mão na terra, achando que uva dá o ano todo em geladeira de mercado!

Mas a terra está cansada de monoculturas cheias de agrotóxicos e nossos corpos também: os ingredientes que grande parte da população ingere está envenenado com tantos remédios que nem sabemos exatamente a extensão do problema.

E é assim que começa um novo movimento pelo mundo onde, mesmo nas grandes cidades, alguns começam a plantar seus alimentos nos quintais e janelas. Se pesquisar as possibilidades vai encontrar verdadeiras fazendas orgânicas urbanas ou pequenas hortinhas suspensas em apartamentos, com ervas terapêuticas, cheirosas e cheias de sabor!

meditação em movimento

Plantar tem sito tão terapêutico pra mim (e para outras pessoas com quem convivo) que resolvi começar essa nova sessão do blog, com dicas hiper simples de plantio que vão ajudar a deixar sua vida mais verde, bonita, cheirosa e saudável!

Já escrevi alguns posts aqui no blog sobre plantas para ter em casa:

A babosa é fácil de plantar, gosta de muito calor e sol! Atualmente é uma planta incrível para ter em São Paulo porque precisa ser regada só uma vez por mês e ajuda a limpar o ar dentro de casa! O gel dentro das folhas causa milagres na pele e cabelo, veja como usar nesse post!

A sálvia também é outra plantinha mágica boa de ter em casa, nesse post você encontra receitas de cosméticos com ela e dicas de como plantá-la!

E já já vou publicar um post sobre como usar as fases da lua para ajudar suas plantinhas, fique conectado!

Desenvolvido Por Agência D.Tavares. Todos os direitos reservados a AbertaMente. 2013